O que é Android e sua história

 

7 dicas para iniciantes que compraram um Android Click Aqui

O que é Android?

Android é um sistema operacional móvel que roda sobre o núcleo Linux. Foi inicialmente desenvolvido pelo Google e posteriormente pela Open Handset Alliance, mas a Google é a responsável pela gerência do produto e engenharia de processos.  O Android permite aos desenvolvedores escreverem software na linguagem de programação Java controlando o dispositivo via bibliotecas desenvolvidas pela Google. Em Junho de 2012, existiam mais de 900 mil aplicações disponíveis para Android.
A História
Em julho de 2005 a Google adquiriu a Android Inc., uma pequena empresa em Palo Alto, California, USA. No tempo da Google conduzido por Andy Rubin, foi desenvolvida uma plataforma de telefone móvel baseado em Linux, com o objetivo de ser uma plataforma flexível, aberta e de fácil migração para os fabricantes.
Em Dezembro de 2006, com as noticias da BBC e The Wall Street Journal, surgiram mais especulações que a Google estava entrando no mercado de telefones móveis. A imprensa reportou rumores de um telefone desenvolvido pela Google. Atualmente, é desenvolvido em parceria com a empresa de software Sun Corp.
O primeiro telefone comercialmente disponível a rodar no sistema Android foi o HTC Dream, lançado a 22 de outubro de 2008.
Em 27 de maio de 2010 Matias Duarte, antigo diretor da interface do WebOS, junta-se à equipe do Android após a compra da Palm pela HP.
O primeiro tablet comercialmente disponível a rodar o sistema operativo Android 3.0 foi o Motorola Xoom, lançado em 5 de janeirode 2011 nos Estados Unidos.
Entendendo o Android
Seu grande diferencial é que, como o código é liberado, programadores de todo o mundo criam aplicativos, ou seja, pequenos programas para rodar nos celulares que tenham o sistema. Esses aplicativos ficam todos catalogados e à disposição dos usuários no Google Play, antigo Android Market, uma loja virtual acessível via celular, muitos deles gratuitos.
A grande vantagem é que você melhora as funções do telefone móvel através de programas que são elaborados justamente para isso: melhorar o funcionamento do aparelho. São aplicativos tão variados, como leitores de ebooks, tocadores de mp3, bússolas digitais e, claro, games.
___________________________________

O que é um arquivo .apk?

Um arquivo com a extensão .apk é um Android Package. 

Um Android package é um conjunto de arquivos necessários para rodar uma aplicação em android. Pode-se comparar um .apk com um .exe do Windows já que todos tem o mesmo principio de funcionamento no respectivo Sistema Operacional.
Como instalar um arquivo .apk ?
Uma forma simples de instalar um .apk é através do AppInstaller que vc pode encontrar no Android Market, é grátis. Instale e siga a instruções abaixo:

Conecte seu aparelho ao pc em modo de armazenamento.
Copie o arquivo .apk para qualquer lugar no seu cartão SD.
Desconecte seu aparelho do pc.
No aparelho abra o aplicativo que você baixou : AppInstaller
Quando abrir, ele irá mostrar todos os arquivos .apk que tem no seu cartão.
Escolha um e instale.
_________________________________________

O que é ter acesso Root?

O que é?

Root é o Usuário Administrador em sistemas basedados em UNIX. Uma vez que Android roda em um kernel  GNU/Linux, e Linux é baseado em UNIX, o administrador de Android chama-se também ROOT.
O que ROOT permite?
Controle total sobre seu sistema
Capacidade de alterar arquivos do sistema. Pode-se substituir muitas partes do “Android Core”, incluindo:

Temas
Built in Apps (mapas, calendário, relógio, etc)
Recovery image
Bootloader
Toolbox (linux binário que permite executar comandos do linux simples como “ls”) pode ser substituída por Busybox (opção um pouco melhor)
Boot images (Imagens de inicialização)
Adicionar binários Linux

Executar aplicações especiais que necessitam de maior controle sobre o sistema

SuperUser (permite aprovar ou negar o uso de acesso root para qualquer programa)
Task Manager (Gerenciador de Tarefas para Root) Permite terminar aplicativos que de outra forma não poderia
Tether Apps como o encontrado em um [tether.googlecode.com wifi-android]
Backup do seu sistema

Podes criar uma pasta no teu sdcard e fazer backup de todos os seus arquivos .APK
_________________________________________

O que são Custom ROMs e por que usar?

    

ROMs

Uma ROM é uma compilação do sistema operacional que incluí kernel do linux, uma versão do sistema operacional Android com parâmetros e configurações especificas, e todas as aplicações que acompanham essa compilação.
Custom ROMs
É habitual existirem na  web várias ROMs personalizadas, ou seja, ROMs produzidas não oficialmente para um determinado dispositivo, ou por vezes, grupo de dispositivos.
Por que usar ROMs personalizadas?
A necessidade de usar ROMs personalizadas (Custom ROMs), depende da pessoa que as usa. As vezes é por simples curiosidade da pessoa que as instala, outras vezes é para preencher uma falta na ROM original, como por exemplo, um dispositivo que oficialmente não tenha recebido atualizações para versões superiores de Android, e com uma ROM personalizada tem a oportunidade de executar essa versão no seu dispositivo, e com isto todas as vantagens e novidades que essa nova versão possa apresentar. Mas ROMs personalizadas são muito mais que isso. Permitem por exemplo modificar o sistema até o mais baixo nível, permitindo a inclusão de módulos do kernel como o suporte para outros sistemas de arquivos como o EXT4, e a inclusão do suporte para openVPN, novos codecs de audio e vídeo, etc. Estes módulos serão depois usados com a finalidade de interagir com uma aplicação ou funcionalidade a nível do sistema operacional em si.
ROMs normalmente vêm deodexed, querendo isto dizer que torna possível e acessível a modificação das várias aplicações Android, tornando assim possível, por exemplo, fazer temas personalizados para a plataforma, algo que pelo menos até à versão 2.2 de Android ainda não é suportado pelo sistema operacional nativamente. Não confundir com o uso de outras aplicações que por si permitem o uso de um tema, esta técnica de substituição dos arquivos da ROM (normalmente através do uso do Metamorph), não necessita de aplicações extra em execução para fazer uso do tema.
A lista de pontos interessantes de uma ROM personalizada conta ainda com:
ROM editada a partir da oficial para não fazer uso de certas aplicações, tornando-a mais “leve”
Possibilidade de ter uma ROM “de-branded”, ou seja, compilada a partir do código fonte Android
Prolongação do tempo útil de bateria
Kernel optimizado para fazer uso de voltagens mais baixas ou mais altas que as permitidas de origem, sendo possível ao utilizador escolher a qualquer altura entre performance / maior autonomia
Instalar aplicações no cartão de memória em versões do Android anteriores à 2.2
____________________________

Resoluções de Tela Android

Vamos falar um pouco sobre resoluções de tela em aparelhos com android


    HVGA (480×320)*
    QVGA (320×240)*
    WQVGA (400×240)
    FWQVGA (432×240)
    WVGA (800×480)*
    FWVGA (854×480)*
    WSVGA (1024×600) [usada em tablets]
    HD (1280×720)*
    WXGA (1280×800) [usada em tablets]
    VGA (640×480)
    nHD (640×360)
    qHD (960×540)
    SVGA (600×800) [usada em tablets]

As resoluções com asterisco são as mais usadas. HVGA e QVGA, nos celulares mais baratos ou antigos. WVGA e FWVGA, nos celulares medianos e alguns bons. Atualmente está saindo os celulares dual core, eles vem com a HD, a tendência é que só tenha celulares HD agora.
_________________________________________

O que é MetaMorph?

O MetaMorph é uma aplicação de código aberto para dispositivos Android com Root. Serve para aplicar temas, que por sua vez tenham um instalador próprio para MetaMorph. Estes temas resultam da substituição dos arquivos de imagem e por vezes de “layouts” das diversas aplicações do sistema, sendo que  depois de instalados não necessitam de nenhum processo extra no sistema operacional para garantir que este tenha uma aparência diferente.
_________________________________________

O que é ADB?

Android Debug Bridge

É uma ferramenta de depuração que faz parte da SDK do Android, que permite gerir o estado do emulador ou do dispositivos ligados por cabo USB. Inclui um daemon que roda em background, pode redirecionar conexões de socket entre o host e o emulador ou dispositivo, assim como uma interface de linha de comando pela qual pode controlar o daemon, o emulador e o dispositivo. Além disso, ainda pode realizar atualizações de código (como aplicações e atualizações do próprio Android), rodar comandos no shell do dispositivo, gerir o redirecionamento de portas e copiar arquivos de um computador para um emulador ou dispositivo.
Instalando
O ADB faz parte da SDK do Android, sendo que para obter a ferramenta é necessário obter a SDK. A SDK atual traz disponível uma ferramenta de gestão das versões da API do Android instaladas, dado que é necessário executar essa ferramenta pelo menos na primeira vez que usamos a SDK, para obter os arquivos adequados.
Utilizando
A ferramenta adb.exe poderá depois ser encontrada na diretorio platform-tools .
_________________________________________

O Android e suas versões

Android 1.1 (Bender)

Data de Lançamento: Lançada em 9 de Fevereiro de 2009
Novas Funcionalidades: Primeira versão publicamente lançada do Android.

Android 1.5 (Cupcake)

Data de Lançamento: Lançada em 30 de Abril de 2009.
Nível da API: 3
Versão do Kernel de Linux: 2.6.27
Novas Funcionalidades:
Gravação de Vídeo
Upload de conteúdo para o Youtube e Picasa diretamente do dispositivo
Novo teclado com previsão de texto
Suporte para Bluetooth AD2P e suporte para AVRCP
Novos widgets e pastas para popular o ambiente de trabalho
Transições animadas


Android 1.6 (Donut)

Data de Lançamento: Lançada em 15 de Setembro de 2009.
Nível da API: 4
Versão do Kernel de Linux: 2.6.29
Novas Funcionalidades:

Android Market melhorado
Aplicação da câmera e galeria de imagens melhoradas
Introdução da busca por voz
Suporte para CDMA/EVDO, 802.1x, VPNs e motor de texto-para-voz ( TTS – Text-To-Speech )
Suporte para displays com resolução WVGA
Melhorias de performance na câmera e aplicação de busca


Android 2.0/2.1 (Eclair)

Data de Lançamento: Lançada em 26 de Outubro de 2009, e atualizada em 12 de Janeiro de 2010
Nível da API (2.0): 5 - Nível da API (2.0.1): 6  - Nível da API (2.1): 7
Versão do Kernel de Linux: 2.6.29
Novas Funcionalidades:

Otimizações de performance do hardware
Suporte para mais resoluções
Interface visual renovada
Novo Browser com suporte a HTML5
Nova lista de contatos
Google Maps melhorado
Suporte oficial para Microsoft Exchange
Suporte para flash da câmara fotográfica
Zoom Digital
Suporte para Multi-Toque
Teclado virtual melhorado
Suporte para Bluetooth 2.1
Live Wallpapers


Android 2.2 (Froyo)

Data de Lançamento: Lançada em 20 de Maio 2010
Nível da API: 8
Versão do Kernel de Linux: 2.6.32
Novas Funcionalidades:

Melhoria de performance geral, com introdução de JIT (Just-In-Time compiler)
Melhorias na gestão de memória
Integração do motor de javascript V8 do Chrome no browser, resultando num aumento considerável de performance do mesmo
Melhorado suporte do Microsoft Exchange
[Launcher] de aplicações melhorado
Suporte oficial para [tethering], e funcionalidade de ponto-de-acesso móvel
Adicionado suporte oficial para desligar a conexão ao operador móvel
Atualizado Android Market – incluído suporte para updates automáticos
Suporte para Adobe Flash 10.1 (Só para arm v7)
Melhorias no teclado virtual – possibilidade de swiping para mudança de língua e disposição do teclado
Suporte para telefonemas e compartilhamento de contatos via Bluetooth
Suporte para GIFs animados no Browser
Suporte para instalar aplicações  no cartão de memória ([apps2sd])


Android 2.3 (Gingerbread)

Data de Lançamento: 10 de Dezembro de 2010
Nível da API: 10
Versão do Kernel de Linux: 2.6.35
Novas Funcionalidades:

Suporte para o formato de vídeo WebM
Copy-Paste melhorado
Integração do sistema de pagamentos de aplicações por PayPal
Suporte para resolução 1366×768 Px
Introduzido novo look para Android Market
Goggle Maps atualizado, contendo a nova funcionalidade de visualizar uma camada unicolor de Edifícios 3D sobre o mapa
Novo tema visual, com fundos a preto e elementos visuais em tons de verde
Suporte para Near-Field Communication (leitor NFC)
Suporte nativo para câmara frontal
Suporte para protocolo SIP
Motor de Garbage Collect redesenhado, agora mais rápido
Drivers gráficos atualizados, com melhor performance para OpenGL ES (incluindo também uma interface para Khronos EGL)
Suporte para sensor Giroscópio
Várias bibliotecas internas atualizadas, e aperfeiçoamentos ao Just In Time Compiler (JIT).

Versão 2.3.2
Data de Lançamento: 21 de Janeiro de 2011
Novas Funcionalidades:

Corrigida falha de SMS

Versão 2.3.3
Data de Lançamento: 9 de Fevereiro de 2011
Novas Funcionalidades:

Suporte de Near-Field Communication melhorado, e adicionados vários novos standards da mesma tecnologia (NFC-A, NFC-B, NFC-F, NFC-V, ISO-DEP, Mifare Classic, Mifare Ultralight, NFC Forum NDEF tags)
Suporte para ligações não seguras de Bluetooth
Melhorado suporte para gravação de áudio, novos parâmetros, e suporte para Codec AAC
Novas funcionalidades no reconhecimento de voz

Versão 2.3.4
Data de Lançamento: 4 de Maio de 2011
Novas Funcionalidades:

Suporte nativo para USB ( permite comunicação com dispositivos USB, tais como PEN drives, Joysticks, teclados e ratos USB, etc )
Algumas correções, maioritariamente relativas exclusivamente aos dispositivos Nexus


Android 3.0 (Honeycomb)

Data de Lançamento: 2 de Fevereiro de 2011
Nível da API: 11
Versão do Kernel de Linux: 2.6.36.3
Novas Funcionalidades:
Nota: Esta versão do Sistema Android é especialmente desenhada para tablets.

Interface gráfica redesenhada com tablets em mente. Inúmeras mudanças visuais, desde inclusão da System Bar, Action Bar de aplicações persistente, nova aplicação de Launcher, etc
Nova vista de aplicações recentes
Teclado virtual melhorado (agora suporta atalhos com a tecla CTRL, etc)
Aplicações atualizadas: Browser de Internet, Contatos, Câmera, Galeria, Email
Acesso nativo às funcionalidades de aceleração por Hardware para gráficos 3D e 2D
Suporte para processadores de múltiplos núcleos
Suporte para a framework 3D Renderscript
Suporte nativo para Live Streaming HTTP (formato m3u)
Suporte para framework de Digital Rights Management (DRM)
Suporte para Media/Picture Transfer Protocol (MTP/PTP) sobre ligação USB
Suporte para Bluetooth A2DP e perfis de HSP
Suporte para Drag & Drop de elementos visuais
Melhoramentos e novas funcionalidades de animação nativas
Suporte para Fake Touch
Suporte para conversação de vídeo no Google Talk

Versão 3.1
Data de Lançamento: 10 de Maio de 2011
Nível da API: 12
Novas Funcionalidades:

Suporte nativo para USB ( permite comunicação com dispositivos USB, tais como PEN drives, Joysticks, teclados e ratos USB, etc )
Suporte para MTP ( Media-Transfer-Protocol ) e PTP ( Picture-Transfer-Protocol )
Suporte para RTP ( Real-time Transport Protocol ), um protocolo de streaming de conteúdos muito utilizado
Widgets de tamanho variável (embora já existissem soluções no Android Market para cumprir este objetivo, o suporte não era nativo)
Melhorias e novidades nas frameworks de Animação e Interface de Utilizador em geral
Wi-Fi Lock – Aplicações podem escolher que o Wi-Fi não entre em modo de hibernação quando o dispositivo fica em modo adormecido (tipicamente ao desligar o ecrã), útil para manter ligação ativa numa comunicação SIP por exemplo
Suporte para áudio FLAC e raw ADTS AAC
Suporte para a tag de <video> de HTML5 e outras melhorias no Browser

Versão 3.2
Data de Lançamento: 12 Julho de 2011
Nível da API: 13
Novas Funcionalidades:

Suporte para novo hardware, de modo a suportar novos tipos de tablet
Introduzido modo de Zoom de compatibilidade, de modo a que mais aplicações que foram feitas para telemóvel sejam possíveis de executar no tablet
Sincronismo de media a nível do cartão SD – dispositivos com suporte a cartões SD passam a suportar carregamento directo de ficheiros de media a partir do cartão
Adicionado suporte nativo para desenvolvimento para resoluções de TV (por exemplo : 720p)
Suporte para redes HSPAP


Android 4.0 (Ice Cream Sandwich)

Data de Lançamento: 19 de Outubro de 2011
Nível da API: 14
Versão do Kernel de Linux: 3.0.1
Novas Funcionalidades:

Adicionada Social API e suporte para perfil de utilizador
Desbloqueio com reconhecimento da face (Face unlock)
Redimensionamento de Widgets
Novo tela de bloqueio com atalhos rápidos
Introdução de texto melhorada e novo teclado virtual
Controlo de dados de rede (WiFi e dados móveis)
Nova galeria e aplicação de edição de fotografia
Nova aplicação de câmera com suporte para fotos panorâmicas
Android Beam
Suporte para WiFi Direct e Bluetooth HDP
Novos codecs multimédia e melhorado suporte de streaming de conteúdos
API VPN com suporte para L2TP e IPSec

Versão 4.0.3
Data de Lançamento: 16 de Dezembro de 2011
Nível da API: 15
Novas Funcionalidades:

Adicionada Social API aos Contatos
Melhorado suporte para Corrector de Sintaxe de Texto (Spellcheck) e Bluetooth
Novas Categorias de Intents

Versão 4.0.4
Data de Lançamento: 29 de Março de 2012
Nível da API: 15
Novas Funcionalidades:

Correções de estabilidade e performance


Android 4.1 (Jelly Bean)

Mais informações em breve…

Creditos  ANDROIDZ

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top